25 de maio de 2022
Eram só camarões…

Eram só camarões…

Eram só camarões...

Reprodução

Vejam bem: o excelentíssimo CPF-mór da República foi obrigado a abandonar suas férias de verão às pressas, a correr para uma internação hospitalar caríssima, padrão seis estrelas na maior metrópole da América do Sul – São Paulo, governada pelo seu oponente político mais odiado o João Dória. Fez o único médico capaz de atendê-lo (os motivos ninguém explica!) deixar outro veraneio ainda mais chique, nas Bahamas, porque seu intestino resolveu entrar em greve, de novo. Dizem que essa preguiça se dá em razão da solene facada de 6 de setembro de 2018. Mas qual o quê!

Reprodução – Redes Sociais

O cirurgião Antônio Luiz Macedo – o médico gastroespecialista do presidente -, fez uma descoberta inusitada que nenhum outro especialista, com tomografia, ultrassom, raio X ou cintilografia poderia fazer, na quarta-feira, 5 de janeiro: camarões mal mastigados bloquearam os reais intestinos de Sua Excelência.  

Segundo o presidente, tudo porque ele “não almoça, engole!”, mesmo desobrigado de fazer a hora de almoço compulsória dos trabalhadores, por estar em férias. E engole “peixada com pequenos camarões”, diferente da camada da população que para se nutrir fez fila em açougues por um bocado de ossos… Isso, todavia, não vem ao caso. O caso é o bloqueio crustáceo às tripas presidenciais. 

O especialista que examinou Sua Excelência deu ainda outra informação significativa: quando chegou ao hospital, os camarões já haviam desmanchado o piquete e as tripas já tinham começado a funcionar. Assim, o presidente, com seu intestino normalizado, está de alta. Volta imediatamente ao trabalho.

Tem gente rezando para ele não dispensar os camarões tão logo do cardápio oficial.


Via Freepik

https://prensa.li/jornalistasonline/eram-so-camaroes/

Escrito por
Pedro Fávaro Jr