18 de outubro de 2021
Fotografar é escrever com a alma

Fotografar é escrever com a alma

Escrever é para quem tem o que escrever.

Bem mais do que as mãos, tem que ter alma. Nem é preciso de computador. Um lápis, papel e muito sentimento. Outras vezes nem isso. Uma câmera fotográfica e uma alma aberta e sensível. Uma foto nos leva longe e traz o exato sentido da finitude. Sem dizer uma única palavra abre um buraco em nossas emoções. Momentos difíceis, como estamos vivendo, nos faz refletir e aprender.

Homem fantasiado de morte passeia em frente ao Planalto.
Manifestações em frente ao Planalto.
Foto: Orlando Brito

Que sentido tem essa foto? Assustadora ou, infelizmente, nossa realidade. Como foi possível deixar acontecer? Aonde estavam as pessoas que tinham o poder de minimizar e nos proteger? São perguntas que já foram feitas muitas vezes e em diferentes situações e épocas. E ainda assim continuam a acontecer. Temos que dar um basta. Ou somos protagonistas de nosso presente e futuro ou nada teremos para deixar as futuras gerações. Chega desse genocídio.

Escrito por
Celeste Casella