22 de maio de 2022
A realidade das ruas: desemprego e pobreza no caminho de quem dirige a República

A realidade das ruas: desemprego e pobreza no caminho de quem dirige a República

A realidade das ruas: desemprego e pobreza no caminho de quem dirige a República

Imagem: Orlando Brito

O resultado do crescente aumento da pobreza no Brasil está cada vez mais visível nas ruas das cidades, sejam grandes ou pequenas. Os números da pesquisa que mostra esse “retrato” em São Paulo são praticamente os mesmos que se verificam nas capitais de outros estados.

São desempregados de todas as idades que, em busca da sobrevivência, estão nas esquinas a pedir socorro e alojados em barracas de lona sob as marquises e árvores das praças.

Todos os casos são chocantes, cada personagem dessa triste realidade tem história que bem reflete a situação da economia do país. A grande maioria parte de um fato: a falta de trabalho.

Mas o que acontece em Brasília, a capital da República, chama ainda mais a atenção porque é flagrante não somente para os olhos da população, mas sobretudo das autoridades que dirigem a República. São homens, mulheres, adolescentes e crianças que escolhem o cenário do poder com placas e cartazes nos quais apelam por todo tipo de ajuda para tudo, a começar por comida e emprego.

É só preparar nessa sequência de fotos feitas todas na Esplanada dos Ministérios, nas cercanias do Palácio Planalto, do Congresso Nacional e dos tribunais de justiça, onde estão os maiores salários, com depósitos na folha de pagamento de magistrados que beiram meio milhão de reais por mês. No sinal de trânsito ao lado do ministério da Economia, famílias expõem seu desespero em busca de auxílio.

Crédito das imagens: Orlando Brito

https://prensa.li/jornalistasonline/a-realidade-das-ruas-desemprego-pobreza/

Escrito por
Orlando Brito